quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Regue sua flor com amor

Imagine um campo cheio de flores, são todas lindas, com suas pétalas e seus perfumes, cada uma com charme quase irresistível.
Então, "um qualquer" se depara com uma jovem flor, ela é linda, de dar inveja a todas as outras flores daquele imenso campo.
"Este qualquer" fica tão apaixonado por aquela linda flor, que resolve te-la só pra si, e sem perguntar arranca-lhe de suas raízes, leva-a para a sua casa, onde a põe em um lindo vaso de água, só porque você achou que ela ficaria mais bonita na sua estante.
Trabalho, festa, amigos, e acabou esquecendo de sua flor, quando viu, ela já não tinha o mesmo brilho, o mesmo perfume, já não era tão linda quanto antes. "Este qualquer" fica pensando se essa flor realmente era o que queria, afinal, quando a pegou ela não era assim, e agora, já com as pétalas murchas, acabará ofuscando o brilho de sua estante.
Então foi caminhar, pensando no porque sua bela flor ficou daquele jeito, mas antes de obter a resposta, se deparou com uma flor linda, com um perfume tão mágico que se espalhava por todo o jardim, e suas pétalas brilhavam ressaltando sua juventude. Sem pensar duas vezes, a colhe, leva-a para casa, retira a flor murcha do vaso, colocando a nova e mais bonita em seu lugar. Então se desfaz da flor murcha sem pensar duas vezes, afinal, ela já não tinha mais útilidade.
Mas "Eu" que por ali passava, vi aquela pobre flor atirada na calçada, a colhi em minhas mãos e a guardei em meu livro, para que ela viva para sempre, mesmo que seca.
Alguns anos se passam, a flor está seca como uma pedra do deserto, não tem brilho, não tem perfume, suas cores radiantes tornaram-se escuras. Ela sente uma pontinha de luz tocando uma de suas pétalas, o que a faz despertar, era "Eu" que abria o pequeno livro, e que aquela flor dizia amar.
Então dela extraí uma semente, mas ela não acreditava que tal pudesse brotar, afinal, estava seca. Mas não pensei duas vezes, plantei e cuidei com todo o amor de meu coração, e reguei com minhas lágrimas de esperança todas as vezes em que me diziam: desista, está seca para sempre.
A flor, já não mais tinha vida, mas pode sentir dentro do pequeno vaso, o pulsar das raízes de sua semente que agora se abriam, surpreendeu-se, novamente tinha vida. A semente brotou e virou uma linda flor, a mais bela de todas as flores, o seu perfume era capaz de percorrer o maior dos campos, seu brilho era capaz de dar luz a escuridão, e do amor dela e do meu, surgiram pequenos brotos.
Um dia, "alguém" esta passando pela minha casa e vê na janela esta linda flor "o Amor Meu", pergunta a mim: Como conseguiu manter esta flor tão linda? Eu já tive tantas, mas todas murcharam e eu tive que me desfazer delas. Me conte, qual o segredo?

E "EU" com um pequeno sorriso respondi: Regue sua flor com amor.

- As mulheres são tal como as flores, se você não as rega com amor, elas secam.